SPFW 1º dia – 17.01.2010

Padrão

Neste domingo começou o SPFW e nós aqui do Segura continuamos com a nossa cobertura à distância! Confesso que estou bem mais animada com o SPFW, acho que por estar rolando mais pertinho de mim… hahaha

E o primeiro desfile da temporada paulista foi o da Cavalera, que arrasou em um desfile feito lá na galeria do rock, com um de seus sócios fundadores, Igor Cavalera, tocando ao vivo. Bem rock’n’roll, bem a cara da marca, bem a cara dos consumidores.

A coleção é toda dark, inclusive nos jeans escurecidos – que eu amo! – com acabamentos em cinza, preto e até jeans dourado fosco! E o tempo todo brinca bastante com o leve/pesado, o que combina muito com o nosso inverno tropical. Destaque para a alfaiataria que vem cada vez mais forte na grife jeanswear e desta vez, estava bem caprichada com modelagens modernas em coletes e paletós masculinos.  O tema da coleção foi “Sexo, moda e rock´n´roll” e com essa inspiração o feminino da grife, veio todo sexy e fetichista. Teve até Paulo Miklos entrando com duas loiras e brincando com o tema escolhido. Além disso, o dono da marca Alberto Hiar, mais uma vez misturou pessoas normais com os modelos profissas na passarela. Bem legal né?

A Osklen foi a segunda a desfilar e mostrou uma coleção tridimensional, dando um efeito visual bem diferente na passarela. As peças são todas 3D em seus volumes, em seus tecidos e estampas. Destaque para os pulls imensos e coloridos, que infelizmente não serão comercializados pela marca, até por não fazerem sentido no inverno aqui do Brasil. Nesta coleção, a grife se distanciou muito da moda que costuma fazer, que é a de rua, a moda street. Tanto é que, pouquíssimas peças desfiladas vão mesmo para as lojas.

O inverno de Priscilla Darolt é futurista e sua coleção mistura elementos esportivos, como os tecidos, os velcros, o náilon – muito visto no Fashion Rio! – e as alças de mochila, com elementos fetichistas como os corsets, as saias tulipas, os recortes e os tecidos em tela. Tudo bem sexy, bem mulherão! O desfile teve equilíbrio entre o conceito, ou seja, as peças “de passarela” e o comercial, que são as peças que serão produzidas e comercializadas.

Fause Haten escolheu o caos! Sua coleção para a temporada do inverno 2010 tem meio que tema livre, mas com a intenção clara de causar impacto aos olhos dos fashionistas. Segundo o próprio, durante o desenvolvimento perguntava-se: “o que não se acrescentaria a este look de jeito nenhum? Pois é isto mesmo que vamos acrescentar!”. O desfile foi rico em tecidos, texturas, brilho, peles, sobreposições mil, alfaiataria, moulage, goê, lurex… sabe assim um pouco de tudo? Em alguma coisa ele ia acertar né? E parece que foi em mais de uma… Ah! Ele também cantou durante o desfile! Luxo!

Mário Queiroz, foi contra todas as coleções apresentadas no Fashion Rio, que usavam uma paleta de cores sóbrias e tons frios e abusou das cores na primeira parte do seu desfile. Com peção como cardigãs coloridos, trench em vinil vermelho, jaqueta amarela, camisa azul… Looks em xadrez, matelassê, moletons estampados, calças quase cenouras em jeans escuro e lã. Tudo ultramoderno.

Alexandre Herchcovitch fez o link entre beachwear e lingerie, e foi assim a coleção do inverno 2010 da Rosa Chá. Com biquínis, maiôs e bodies feitos em nude, estampados com renda, ou mesmo com estas aplicadas com patchwork de tule, que deram um movimento lindo na passarela. As peças tinham um que de roupa de mergulho, pelo neoprene, pelos recortes, pelos aplique, mas com muito glamour e uma elegância apoiada nos cristais e nas rendas. A marca pretende investir também em roupas, e por este motivo, desfilaram uma alfaiataria excelente em vestidos, paletós e saias de corte impecável, todos com nós dando a impressão de diversas amarrações feitas nas cangas. Além de, Chanel Iman, top norte-americana linda, fofa e que arrasou.

 A Colcci trouxe o tema viajantes, com um clima de mochilão mesclando com a tendência do militarismo. Na paleta de cores: verde militar, cinza e tons de rosa. Os vestidinhos de babados, as saias bem molinhas, saias rodadas longas e na altura do joelho, saias godês de lavagem especial em tons de verde ou com apliques em tachinhas, chapéus… Para os meninos camisa xadrez, mangas compridas, suéteres, jeans desgastado… Os sapatos, as meias meio polainas e as sobreposições brincaram com a questão do leve/pesado e ao mesmo tempo que fizeram desta coleção, uma coleção mais sofisticada, não perderam a essência da marca que é a jovalidade.  Eu amei e fico bem feliz de saber que a coleção inteira é comercial! Para suprir a ausência de Gisele, desfilaram para a Colcci: Cauã Reymond, Alessandra Ambrósio e Izabel Goulart.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s